segunda-feira, 21 de abril de 2008

O mais ousado campeão

Definido o adversário do Flamengo, domingo que vem, na grande final do Carioca. Com uma campanha irreparável e inquestionável, o Botafogo venceu mais um clássico (a sexta vitória em sete jogos) e sagrou-se bicampeão da Taça Rio.

■■■■■■

Pra quem gosta de estatísticas, a irretocável campanha do Botafogo:

Maior pontuador da competição - 46 pontos. O segundo colocado (Flamengo), vem com 41 pontos.
Maior número de vitórias - 15 vitórias em 19 jogos. Em seguida, o Flamengo com 13 vitórias.
Ataque mais positivo - 50 gols, em 19 partidas. O Fluminense vem em segundo, com 47 gols.
Artilheiro da competição - Wellington Paulista, 14 gols (até o momento); seguido por Lúcio Flávio e Washington, com 9 gols.
Defesa menos vazada - 17 gols sofridos; o Vasco sofreu 18.

Créditos: Os dados anteriormente citados foram extraídos do site Portal Campeonato Carioca.

■■■■■■

O jogo, em si, começou meio sonolento. A primeira etapa foi entediante, com poucas chances de gols para ambos. A chance mais clara de gol foi, óbvia e indubitavelmente, a penalidade infantil cometida (mais uma vez!) por Renato Silva, depois de belo passe de Thiago Neves. Infantil uma vez que Washington demorou tanto para finalizar que, se o fizesse (teria de ser feito com a perna esquerda, que não é a dele) provavelmente desperdiçaria a claríssima chance - assim como fez com a penalidade. Por sua vez, após (!) a partida, Renato Gaúcho, como de costume, veio à público e afirmou que os cobradores, para uma eventual cobrança, já haviam sido escolhidos. Eram eles: Thiago Neves, Conca ou Gabriel. Mas deixou claríssimo após a afirmação que não iria culpar A, B ou C. Pouco depois, falando sobre o jovem Tartá, disse que o jogador podia ter driblado o goleiro Castillo, em um dos últimos lances da partida, mas não o fez por ser inexperiente. Contraditório, não? Renato Gaúcho tem essa mania: Eu ganho, nós empatamos e vocês perdem. Apenas por curiosidade: Será que se Washington convertesse a penalidade e o Fluminense tivesse se sagrado campeão, Renato teria dito que não devia ter sido ele o cobrador? Numa dessas você perde o grupo, Portaluppi. Abre teu olho!

■■■■■■

Já na segunda etapa, o jogo foi eletrizante. Túlio, no intervalo, deu lugar a Leandro Guerreiro. O Botafogo partiu pra cima desde o início, a fim de definir a partida em tempo normal. Coube ao Fluminense, acuado, se defender e jogar nos contra-ataques - o que demorou a acontecer. O Botafogo tinha domínio total da partida. Em dado momento, o tricolor sequer passava do meio-campo. Cônscio disso, Cuca sacou Zé Carlos e pôs mais uma atacante: Fábio. Feito isso, Cuca evidenciou sua proposta: definir o jogo no tempo normal. Com as alterações feitas até aquele momento, claramente abrira mão das penalidades, já que Túlio e Zé Carlos estariam certamente na lista de cobradores, numa eventual disputa por pênaltis. Foi para o tudo ou nada. Ficou com tudo! Ao contrário do Botafogo, o Fluminense não tinha nada contra as penalidades. Estava claro pela demora na reposição de bola, por Fernando Henrique (enquanto a partida ainda estava 0 a 0). Sem dois nomes certos na lista de cobradores, talvez o desfecho da história não fosse o mesmo, caso o jogo terminasse empatado. O que quase aconteceu. O gol do Botafogo só saiu a pouco mais de 5 minutos do fim, com Renato Silva - o mesmo que foi escorraçado pelo Fluminense ano passado e em seguida acolhido pelo Botafogo. Na disputa entre talentos individuais x coletividade; conformado x ousado, melhor para o segundo.

■■■■■■

Esse campeonato pode não ter sido o melhor, o mais interessante etc. De fato, não foi. Todavia, com base nos números citados nessa crônica, ninguém pode questionar a final. Não é verdade?

■■■■■■

Não satisfeito, vou além: está provado que se pode ter justiça, mesmo nesta "antiquíssima" fórmula de disputa.

6 comentário(s):

Thamiris disse...

E quem salvou o jogo?
Aquele que eu menos gosto.

Quase infartei.
Pênalti e, aí sim, eu teria morrido.

Bem merecido o bicampeonato.
;)

Um beijo, Diego.
:)

Breiller disse...

Já está linkado no Rola Blog.


Abraço!
www.rolablog.zip.net

Jefferson Nogueira é disse...

Torço para o Botafogo vencer esse campeonato, principalmente por gostar do trabalho do Cuca, mas será muito dificil vencer o Flamnego...abraço

Colecionador de Camisas de Futebol disse...

Visite meu blog sobre crônicas

http://colecionadordecamisasdefutebol.blogspot.com/

Daniel Gomes disse...

Alô galera do "Crônica Esportiva".Eu tenho um blog que fala do Futebol Pernambucano em geral. Chama-se Pernambola, e queria que vocês fossem lá dar uma força com algumas sugestões que fizessem o blog ir pra frente. Quem sabe até poderíamos fazer uma paarceria. Conto com sua visita.

http://pernambola.blogspot.com/

Thamiris Pimentel Kuhn disse...

Senhor Diego M² Mesquita, quando atualizará este blog?!
Preciso me manter informada sobre o Brasileirão. Não tenho acompanhado na TV e muito menos na internet. Como é que é? Hunf!

Quero ver meu orgulho escrevendo
(e como escreve bem!).

Beijos.
Amo você, cronista.