domingo, 29 de junho de 2008

8ª rodada e palpite

Peço desculpa aos leitores que, de alguma maneira, contribuem para que este blog, de fato, exista e continue a existir. Por alguns fatores, dentre eles: período de provas e trabalhos da faculdade, trabalho etc., tive de me abster das postagens. Todavia, me encontro em período de férias (!). Vou, portanto, a medida do possível, voltar a escrever aos leitores fiéis.

■■■■■■

SÁB., 28/06/08

Vitória 3 x 0 Goiás - Diante de um Barradão quase lotado, o Vitória (5º/14 pts.) fez valer o mando e goleou o Goiás (18º/6 pts.), com gols do velho conhecido Ramon (foto: Agência / Futura Express), Ricardinho (ex-Coritiba) e Dinei. Somados os três pontos que lhe cabem, o rubro-negro se vê mais próximo do G4. O resultado, porém - segundo li e ouvi - , não condiz com o que foi a partida. O futebol é bem peculiar. Não é justo. Por vezes, o que decide uma partida é a competência - nos seus vários quesitos. E isso, mesmo sem ver a partida, estou cônscio que o Vitória foi.
Uma ressalva: A torcida nordestina - seja ela do Bahia, Vitória, Sport.... -, simplesmente por sua imensurável paixão - esta refletida em presença no estádio! -, não merece sair da elite do futebol. É de arrepiar!
■■■■■■

(foto: Fernando Maia / O Globo)
Vasco 4 x 2 Ipatinga - Deu a lógica - esta que o futebol adora contrariar. Nem sempre. Com dois de Alex Teixeira que, enfim, parece ter desencantado; um de Leandro Amaral (em pênalti inexistente. Houve a falta, mas fora da área) e outro de Jean, o Vasco (9º/11 pts.) venceu o, fortíssimo candidato ao descenso, Ipatinga (19º/6 pts.). Gian e Adeílson descontaram para o clube mineiro. Fica valendo meu comentário sobre esta partida, na sexta à noite, no blog do repórter do SporTV Carlos Cereto: Duelo entre dois times fracos. Contudo, como joga em casa, dá Vasco. Confesso não ter visto esta partida também, mas... pergunto-lhes: Estou equivocado?

Adendo: Morais chegou a cogitar sua saída do Vasco, a fim de respirar 'novos ares'. O Santos mostrou interesse. Diz-se que propôs uma troca por Rodrigo Tabata (afastado e liberado por Cuca para negociar com outro clube). De tudo isso, o que sei é que a equipe cruzmaltina não pode se dar o luxo de perder o talentoso meia. É o que de único a equipe possui de armador (na acepção da palavra). Fundamental. Penso ser, isto, público e notório.

■■■■■■

Portuguesa 0 x 0 Santos - Postei, apostei e profetizei (modéstia à parte), sexta no blog do Cereto, sobre esta partida: Santos ainda adquirindo uma “forma” de jogar com o novo técnico e Portuguesa nada além de mediana. Empate.
Esse jogo vi um bom pedaço (foto: Lance!). Logo que liguei, vi um Santos (17º/6 pts.) nervoso, abusando de faltas. Portuguesa (8º/12 pts.) melhor, chegando bem à frente. Teve um gol de Washington anulado injustamente. Fábio Costa trabalhando muito - e bem! No segundo tempo, o jogo foi lá e cá, com boas chances de gol. Diogo perdeu a última clara chance de gol.

■■■■■■

DOM., 29/06/08

(foto: Lance!)
Figueirense 1 x 1 Atlético/MG - No jogo de estréia do técnico PC Gusmão, o Figueirense (13º/9 pts) ficou apenas no empate contra o Atlético/MG (11º/10 pts.), no Orlando Scarpelli. O primeiro gol do jogo foi marcado por Marquinho (ex-Botafogo), livre, de cabeça. O empate veio com um golaço (!) de Petkovic, digno deste no auge da carreira. Uma falta que normalmente seria alçada na área, Dejan botou no ângulo. Lance de craque - que foi e é. O resultado do jogo é normal de duas equipes que se equiparam.


Chega ao Figueirense o volante Leandro Carvalho (formado nas categorias de base do Botafogo), campeão goiano pelo Itumbiara, à época treinado pelo mesmo PC Gusmão. Leandro é um volante que não tem por característica apoiar o ataque, como 2º volante. É mais um primeiro volante, que desarma e dá um passe curto a quem de direito.

■■■■■■

Sport 1 x 2 Flamengo - Na Ilha do Retiro - grande arma do Sport -, o Flamengo (1º/19 pts.) não se intimidou, venceu o Sport (15º/8 pts.) e segue na liderança da competição. A liderança não é algo tão animador, haja vista a quantidade de jogos que ainda restam até o fim do campeonato. No entanto, para quem quer ser campeão, resultados como este são mais que necessários. São praticamente obrigação. Para ser campeão de pontos corridos, não basta fazer o famoso dever de casa. Tem de arrancar alguns pontos fora, também. Como fez o Flamengo na Cidade do Aço - vencendo o Ipatinga - e agora. O grande problema é o possível desmanche da equipe (até normal nesse período do ano, com a abertura da janela européia), cujo presidente já conversa com dirigentes do Porto para tentar a permanência de Ibson. No Brasil, o São Paulo aguarda o desfecho desta conversa para entrar na briga também. Não acredito que, caso permaneça por aqui, Ibson troque a Gávea pelo Morumbi. A conferir, pois.

■■■■■■

(foto: Lance!)
Atlético/PR 1 x 1 Coritiba - Na Kyocera Arena (ou Arena da Baixada, como preferirem) e na presença do filho sueco de Garrincha, apenas empate no clássico entre Atlético/PR (12º/9 pts.) e Coritiba (10º/10 pts.). O gol do rubro-negro foi marcado por Alan Bahia, de pênalti, com a famosa paradinha, que particularmente abomino. É a arte de ludibriar o pobre - nesta situação - goleiro. Acho covardia. A penalidade máxima já é quase que totalmente favorável a quem cobra. A paradinha tira o mínimo de chances do arqueiro. Maldade! Enfim... o gol do Coritiba, saiu de forma estranha, aos 41 do segundo tempo, quando tudo já parecia estar definido, com Marcos Tamandaré, dando números finais ao clássico.

■■■■■■

Cruzeiro 1 x 1 São Paulo - Cruzeiro (3º/17 pts.) e São Paulo (13º/7 pts.) parecem ter feito boa partida, o que é esperado em uma partida entre duas equipes que certamente brigarão pelo título. O gol do Cruzeiro saiu do ótimo Guilherme, grata revelação cruzeirense de apenas 19 anos e já artilheiro (junto a Alex Mineiro), com seis gols na competição. No meu palpite no blog do Cereto, em relação a este jogo, acertei apenas o autor do gol. Disse: CRUZEIRO X SÃO PAULO - Cruzeiro, aproveitando o fator campo, criação de Wágner e conclusão de Guilherme.
Guilherme joga como atacante, mas pode jogar perfeitamente e com a mesma qualidade, vindo de trás, como meia-atacante. Tem ótima visão de jogo, assim como passe. Se o Cruzeiro não perdê-lo nesta janela que se abrirá, será importantíssimo para buscar o título nacional.
O gol... golaço aliás, do São Paulo - que ainda não deslanchou -, foi do sempre oportuno (e igualmente contestado) Borges, após receber ótima enfiada - olha a maldade hein, gente?! - de Richarlysson.
■■■■■■

Grêmio 1 x 1 Internacional - No maior clássico do país - ouvi falar, os amigos podem me dizer se é ou não -, outro empate. O jogo, pelo pouco que vi do VT, foi bastante corrido, sem muitas faltas e demais interrupções. O gol do Internacional (14º/8 pts.) foi feito pelo zagueiro Índio, de cabeça, após bate-rebate na pequena área. Pelo Grêmio (2º/17 pts.), quem marcou foi Roger, de pênalti. Com a abominável paradinha, claro! Desnecessário. O tricolor me parece ter fôlego de brigar pelo título. Porém, esta condição passa obrigatoriamente pelo maestro Roger - um dos maiores desperdícios de talento desse país. Se este tiver ânimo até o fim, pra mim, o Grêmio é candidato a, no mínimo, uma das vagas da Libertadores. Já o Internacional aposto que pega uma Sul-Americana...

■■■■■■

Fluminense 1 x 1 Botafogo - Em um Maracanã às moscas, um clássico à altura. O resultado não podia ser diferente: um monótono empate sem gols. Preocupante para ambos, contudo, mais para o alvinegro (foto: Photocamera). O Fluminense (20º/3 pts.), totalmente focado na Libertadores, é o lanterna da competição, sem nenhuma vitória. O Botafogo (16º/8 pts.) está no limite que divide a zona. No entanto, a disparidade de elencos é gritante. Inclusive, ao clássico o Fluminense levou seu time "B", enquanto o Botafogo contava com todos seus titulares. Terminada a Libertadores, portanto, o Fluminense tende a passar o alvinegro, que pelo visto não terá chance sequer de anotar a placa.
■■■■■■

(foto: Lance!)
Palmeiras 2 x 0 Náutico - Neste, modéstia à parte, também profetizei - penso em jogar na loteria esportiva. Escrevi, na sexta-feira, no blog do Cereto: PALMEIRAS X NÁUTICO - Palmeiras com alguma facilidade. Brincadeiras tão à parte quanto a modéstia, esse era fácil, não? O Palmeiras (4º/16 pts.) entrou no G4 e conseqüentemente tirou o Náutico (6º/14 pts.) dali. Os gols do alviverde foram marcados por Alex Mineiro (artilheiro ao lado de Guilherme, com seis gols), dê pênalti - é quase pleonasmo dizer que houve a paradinha na cobrança. Já repararam? - e uma pintura de Denílson.

■■■■■■

Fluminense (2) x (4) LDU - A final da Libertadores, indubitavelmente, é uma incógnita. A LDU por pouco não definia o jogo em Quito. Este pouco que faltou é justamente a esperança tricolor de reverter o quadro: a defesa equatoriana. A LDU tem vocação para atacar - principalmente pelos lados e com Guérron. Têm uma fortíssima jogada pelos flancos, com os laterais cruzando rasteiro para a antecipação e conclusão de seus atacantes, Bieler e o ótimo argentino Manso, que chega de trás, municiando o ataque - assim foi o primeiro gol e o lance que bateu no travesão, no fim. Em contrapartida, a defesa é pífia. Já contra o Fluminense, no segundo tempo, deram muito espaço. O meio campo equatoriano inexistia. E quando exigidos, mesmo no primeiro tempo, falharam. Basta lembrar da chance claríssima de Washington, que chutou em cima de Cevallos. Esta, pois, é a esperança dos jogadores e torcedores. Pelo que vem sendo dito por aqui, o Fluminense pretende usar seus laterais, usando assim, as bolas alçadas na área para Washington e Cícero, principalmente; com a chegada, eventualmente, de jogadores de trás, como: Luiz Alberto, Thiago Silva e Igor. Vem para cima como deve - e só pode! - ser.
Dito isso, palpito: Se a LDU vier para o Rio a fim de se defender - ainda mais num campo enorme com o Maracanã - apenas, perde esse título. Não é a deles. Do contrário, dá LDU.

5 comentário(s):

Thamiris P. Kuhn disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thamiris P. Kuhn disse...

Diego,

Até que enfim atualizou seu blog. Já estava me vendo te obrigando a isso - brincadeira!

Bem, consegui me atualizar somente na 8ª rodada do Campeonato Brasileiro, e isso graças ao seu Blog. Acompanhei na tevê algumas coisas sobre os pênaltis durante os jogos do final de semana e, quanto as paradinhas, você tem razão - quase que reduntante falar sobre.

Confesso que, com tudo o que dizem sobre o Richarlysson, maldei o que escreveu. Pegou mal para ele, coitado.

Meu time - nosso time! - tá dando vexame. É, tá fogo. Enfim, resta-me o Grêmio (caso se lembre, esse é o meu 2° time). Só não pode relaxar.

Libertadores - a maior torcida, neste momento, nem é a contra o Flamengo, e sim, a favor da LDU. Inclusive vi na tevê a tal torcida "LDU - Liga dos Urubus", em que um flamenguista dizia que LDU significa "Liga dos ORUBUS". Sim, O em vez de U. Lamentável, não?!

Enfim,
Agradeço por ter atualizado seu Blog e não nos deixe na mão.

Está bem escrito, como sempre.
Meu orgulho por ti é imenso.

Um beijo da sua namorada,

Carlão Azul disse...

o Ricky nao engana mais ninguem com aquela sua corridinha de braços abertos, uiiiii. Hehehehe.
==
O Guilherme por enquanto nao tem propostas mas sabe como sao as coisas no Brasil ne!
==

Seja bem vindo novamente. Espero que nao suma mais Diegao....

Abraços

Saudações Celestes
SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
Sou Cruzeirense - Site
Sou Cruzeirense - BLog
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Vinicius Grissi disse...

Diego, realmente eu tinha tirado o seu link, pois recentemente passei nos blogs que eu estava indicando e muitos deles estavam parados, abandonados. Como você está de volta, já coloquei novamente o link no blog.

Grande abraço!

gerson disse...

O grêmio vai afundar em breve. Isso é típico do Celso Roth.
Mas não sei se é possível falar que algum clássico maior do que o outro. A rivalidade é grande, mas há outros grandes clássicos no Brasil.