quinta-feira, 31 de julho de 2008

Baixinho no "Bem, Amigos" e 16ª rodada

Na próxima segunda-feira (04/08), Romário estará no programa "Bem, Amigos" do SporTV, onde irá lançar oficialmente seu DVD "Romário é gol", que traz diversos gols do craque e conta com a participação de nomes como: Eri Johnson, Evandro Mesquita e Bebeto - seu maior parceiro -, entre outros. O programa, apresentado por Galvão Bueno, tem início todas as segundas, às 21h.

A participação do gênio da área é certeza de sinceridade, polêmica e fortes emoções.

Caso perca o programa de segunda, as reprises acontecem às terças: 11h30 no SporTV e 2h, no SporTV2. Imperdível!

■■■■■■

Cruzeiro 4x2 Náutico – Tudo azul no país. Com belíssima atuação do “maestro” Guilherme, o Cruzeiro (2º/30 pts.) venceu o Náutico e chegou a liderança – por ora provisória – da competição. Aos 14, após magistral enfiada de Guilherme, Wagner abriu o placar. Pouco depois, de pênalti, Guilherme ampliou a vantagem. Até então o Náutico (14º/18 pts.) sequer tinha chegado à meta adversária. Foi então que o Timbu resolveu sair para o ataque e conseguiu um escanteio, aos 21 minutos. Na cobrança, diminuiu o placar com Wellington, de cabeça, após falha de Fábio. Na segunda etapa Henrique dilatou o placar, com um golaço. Guilherme, novamente, deu números de goleada à partida: 4 a 1. Geraldo fechou a conta: 4 a 2. A equipe de Adílson Batista emplaca a segunda vitória seguida. O Náutico perde uma posição. É a terceira derrota seguida do Timbu. A queda é inerente.

■■■■■■

(foto: Agência Estado)
Internacional 0x1 Santos – Duas vitórias seguidas e decididas pelo mesmo personagem: o jovem Maikon Leite (foto). O Santos (17º/16 pts.) sai, momentaneamente, da zona de rebaixamento – onde estava desde a 5ª rodada da competição. O Internacional (10º/22 pts.) não contava com Alex e Nilmar – lesionados – e sucumbiu diante do Peixe, mesmo no Beira Rio. A vitória marca a primeira vitória da equipe santista fora de casa; o terceiro triunfo do técnico Cuca à frente da equipe e a quebra uma série invicta do Inter, no Sul. O Colorado não perdia sob seus domínios desde 30 de setembro de 2007.

■■■■■■

Portuguesa 3x1 Fluminense – No Canindé, o famoso jogo dos seis pontos. Todavia, na parte debaixo da tabela. A Portuguesa (12º/19 pts.) buscava a primeira vitória sob o comando de Valdir Espinosa. E ao Fluminense (19º/13 pts.)... somente a vitória interessava – coisa que não acontece desde a 13ª rodada, quando venceu o Figueirense, no Rio. A partida foi um verdadeiro espetáculo. Como esperamos que seja sempre. Dario Conca, que voltava de suspensão, abriu o placar, com um belo gol. Jonas, aos 27, empatou, com outro golaço. Dez minutos depois do empate, Tartá fora expulso. Na segunda etapa, a Portuguesa partiu para definir a partida e já aos 11, Preto ampliou. O Fluminense ainda teve outro jogador expulso: Washington. Bastou à Lusa administrar a partida. Aos 41, entretanto, Jonas fechou o placar. A Portuguesa sobe cinco posições, afastando o perigo de rebaixamento, por enquanto. A situação do Tricolor é desesperadora. Para que volte a ser o lanterna do Brasileirão, basta que amanhã o Ipatinga apenas empate com o Sport, na Ilha do Retiro. Para a próxima rodada contra o Internacional, no Maracanã, não contará com Washington e Tartá, expulsos. A zona de rebaixamento acompanha a equipe desde a 2ª rodada. Em contrapartida, Renato Gaúcho vocifera e enfatiza aos quatro cantos que sua consciência está tranqüila. Só a dele.

■■■■■■

(foto: Jorge William/O Globo)
Botafogo 2x0 Goiás – A partida despertava fato curioso. O confronto dos irmãos Carlos Alberto e Fernando. O primeiro meia-atacante; o segundo, volante. O encontro durante a partida era inevitável. Contudo, mereceu destaque outro fato. Túlio, revelado pelo Goiás (18º/16 pts.), onde jogou por quase dez anos – inclusive ao lado de nomes como Fernandão e Zé Carlos. Este hoje no Botafogo (9º/22 pts.) -, decidiu a partida. Durante a semana fora questionado sobre qual reação teria se viesse a marcar um gol na partida. O volante respondeu que desrespeito seria não comemorar o gol e que havia grande identificação com o Glorioso também. Túlio defende o Botafogo desde 2003 – quando o alvinegro disputou a Série B -, praticamente. Na ocasião trocou o Goiás, na Série A, pelo Botafogo, combalido, desacreditado e quase falido. Túlio, curiosamente, marcou não somente um, mas os dois únicos gols da partida. O primeiro foi sintomático. A jogada foi trabalhada em meio a pontapés da agressiva (!) equipe Esmeraldina. Lúcio Flávio sofreu falta – não marcada pois o alvinegro teve vantagem –, a bola sobrou para Jorge Henrique que em meio a outro pontapé, conseguiu tocar para Túlio, que se livrou da marcação com categoria e bateu; a bola ainda resvalou em um zagueiro, abraçado a Wellington Paulista – cometendo outra infração – e morreu, por cobertura, no meio do gol. Um golaço! E aos 44, após bela trama com Lúcio Flávio, o volante recebeu e novamente, de fora da área, arriscou e fez. O Goiás, de Hélio dos Anjos, faz jus a fama de indisciplinado. Faz uso do rodízio de faltas e graças a arbitragem à moda européia de Luiz Flávio de Oliveira não teve mais de um jogador expulso. Apenas Ernando. Seu trio de zaga ficou pendurado ainda na primeira etapa. O Botafogo do mineiro Ney Franco cresce a olhos vistos e, pouco a pouco, comendo pelas beiradas, vai chegando. Com todos os resultados favoráveis, consolida-se já na oitava posição. Volta a ser vistoso ver o Botafogo jogar. O futebol agradece.

■■■■■■

Palmeiras 1x0 Flamengo
– Invicto no Palestra, cabia ao Palmeiras (5º/28 pts.) mantê-la para solidificar suas pretensões, diante do Flamengo (4º/28 pts.), em nítida e súbita queda – ainda que de rendimento, até ali. Por vantagem mínima, o alviverde paulista venceu, com gol do volante Sandro Silva, após passe previsível de Valdívia, que segundos antes de executar, havia apontado a jogada. Só Dininho não reparou. A equipe rubro-negra caiu, obviamente, após as saídas de Renato Augusto e Marcinho. Acusou o golpe. O Flamengo, hoje, não tem um meia-armador, imprescindível em toda e qualquer equipe. É um time acéfalo, repito. Enquanto continuar sendo, a queda será quase que inevitável, posto que além disso não contam com atacantes goleadores. Apresentou agora Vandinho (ex-Avaí), como solução. Na equipe catarinense, Vandinho anotou 27 gols. O que não garante que chegará ao Flamengo e fará nem metade dos gols. Há uma série de fatores que devem ser analisados. A diferença entre Flamengo e Avaí, com todo respeito, é abissal. Entre Série A e Série B, não chega a tanto, mas tem diferença. Aos torcedores, resta a esperança para que Vandinho seja tudo o que se espera dele. E se o meia Felipe (Al-Sadd) realmente for contratado, o Flamengo volta a almejar, com grandes chances, o título.

■■■■■■
(foto: Agência Estado)
Vitória 2x1 Atlético/PR – Com bela virada, o Vitória (2º/29 pts.) mantém um rubro-negro na vice-liderança da competição – antes da rodada, este era o Flamengo. O Atlético/PR (16º/17 pts.) , do contestado Roberto Fernandes, jogava pressionada pelo infortúnio na rodada anterior. E jogou, ainda que no Barradão, de igual para igual com o Vitória. Tanto que abriu o placar, com gol olímpico (coisa rara!) de Nei. E não soube liquidar o jogo quando pôde. Anderson Aquino desperdiçou chance claríssima, ainda na primeira etapa. O mandante, então, virou. Marquinhos – que não comemorou seu gol - e Ramon liquidaram a fatura. Marquinhos, aos 18, maior revelação do rubro-negro baiano no campeonato não tem comemorado seus gols. Intrigante. Será soberba, já? Espero que não. E no Sul, ecoa cada vez mais alto o nome de Geninho... Desemprego à vista.
■■■■■■

Figueirense 1x1 São Paulo – No Orlando Scarpelli, insatisfação geral. O Figueirense (11º/21 pts.) partiu para cima do desconfiado São Paulo (6º/27 pts.) e abriu o placar logo aos 7, com Tadeu. E só aos 33, diante de um recuado mandante, Hugo acertou uma bomba no ângulo de Wilson. Mais um belo gol da rodada. O resultado final não agradou a nehuma das equipes. O empate freia a “aparente” (não pra mim) ascensão são-paulina e empurra, uma posição abaixo, a equipe de PC Gusmão. Apesar de ainda assim ocupar a sexta posição, a um ponto do G4, sigo achando que o São Paulo chega aos trancos e barrancos e da maneira que está, não briga sequer pela Libertadores.
■■■■■■

QUI., 31/07/08
(foto: Lancepress!)
Coritiba 0x1 Grêmio - Segue tudo azul no Brasil. Muito embora agora ganhe um tom menos celeste, além de faixas verticais com tons de preto e branco. A equipe de Celso Roth confirmou a ótima fase e venceu mais uma fora. Os números falam por si só. O Grêmio (1º/32 pts.) foi quem mais venceu como visitante: quatro vezes. Este retrospecto, aliado ao "dever de casa" cheira a título, certamente. Sem falar nos demais números. Anotou o único gol da partida: Marcel, de cabeça. Feito o resultado, bastava mantê-lo. Ou seja, não levar. E também é o Grêmio que faz de melhor no campeonato. Passadas 16 rodadas, o Imortal levou apenas 12 gols. O Coritiba (8º/23 pts.), com a vitória do Sport, perde uma posição, mas ainda assim continua bem colocado.

■■■■■■


Vasco 6x1 Atlético/MG - Nem mesmo a sonora goleada serviu para aparar as arestas na Colina. Após o passeio, Edmundo desferiu duras críticas aos seus "companheiros" de time Morais, Leandro Bomfim e Jean. Especialmente aos dois últimos, ao afirmar que alegaram contusão para não atuar, depois de serem ameaçados, no dia anterior, por torcedores do Vasco. Após as palavras de Edmundo, Leandro e Jean se defenderam, ao vivo, no SporTV News. Não sei em quem acreditar, olhando de fora. Porém, me parece muito claro que o Animal perdeu a razão ao dizer que o assunto geraria polêmia, mas ele estava ali pra isso (???). Até onde sei, como jogador de futebol, está ali tão-somente para jogar. O assunto tem de ser averiguado a quem de direito e internamente. Como sugere aquela "música"...cada um no seu quadrado.
No centenário Atlético/MG, caiu Gallo. Assume o interino Marcelo Olveira, podendo ser efetivado.
Anotaram os gols: Edmundo, Jael, Eduardo Luiz, Madson, Wagner Diniz (2) e Leandro Amaral.

■■■■■■
(foto: Lancepress!)
Sport 3x1 Ipatinga - Livre, leve e solto. Assim está o Sport (7º/24 pts.) neste campeonato. Dessa maneira, sem a habitual pressão, fica tudo mais fácil. Aproveitando-se disso, o Leão da Ilha emplaca a terceira vitória consecutiva e sobe duas posições. Luciano Henrique, Carlinhos Bala e Ciro marcaram com Beto descontando para o lanterna Ipatinga (20º/13pts.). A situação da equipe mineira é delicadíssima. Oscila demais. Quando parece que vai, fica.

4 comentário(s):

Sobre o Futebol Carioca disse...

o melhor atacante do MUNDO.

UM ABRAÇO
LÉOKOPE

lottery winners disse...

Damu pa kmu to?.. Nano ni klase blog man?

Vinicius Grissi disse...

Com certeza o programa vai valer a pena pelo Romário. Talvez até deixe de lado o Linha de Passe, da ESPN Brasil.

O que também vale a pena é conhecer o novo Marcação Cerrada, cheio de novidades. Depois dá uma passada lá.

Grande abraço!

Filipe Araújo disse...

O Brasileirão tá começando a se definir!

Abrazo!

http://gambetas.blogspot.com