quinta-feira, 28 de agosto de 2008

À fase internacional

Atlético/MG 2x5 Botafogo - Tragédia anunciada. No Mineirão, como era de se esperar - mesmo pelos céticos atleticanos -, o Botafogo passou de fase. Podendo perder por até um gol de diferença, o alvinegro carioca tratou de abrir o placar aos 21, com Lúcio Flávio - que não seria sequer relacionado para à partida, mas acatou um pedido do técnico para atuar pelo menos um tempo -, curiosamente, em momento em que o Atlético/MG, sem Marques, Rafael Miranda, Marcos e Petkovic, estava melhor na partida. Um balde gélido de água sobre o ímpeto atleticano. A partida já podia ser dada como liqüidada. A equipe de Marcelo Oliveira, naturalmente, esmoreceu. Lúcio Flávio dilatou o placar, seis minutos depois. Na etapa complementar, Jorge Henrique - completara 100 jogos pelo clube -, Lenílson (2), Carlos Alberto e Leandro Almeida (contra) fizeram os demais tentos. Gil ainda desperdiçou uma penalidade, de forma bisonha. A fragilidade atleticana é notória e preocupante. E o Botafogo... não deve se animar com gols do apoiador Lúcio Flávio. Esta função compete, sobretudo, aos atacantes. Posição esta extremamente carente neste enxuto elenco alviengro, e que pode jogar por água abaixo toda essa campanha de Ney Franco à frente da equipe. O resultado credencia o Botafogo a passar para à fase internacional da competição. O adversário sairá do duelo entre dois colombianos: América ou Deportivo. Ambos de Cali. A primeira partida foi vencida pelo primeiro, por 2 a 0.

Melhores momentos de Atlético/MG x Botafogo


■■■■■■

São Paulo 0 (3) x (4) 0 Atlético/PR - Duelo de extremos. O São Paulo contava apenas com Rogério Ceni e Juninho de experientes. Os demais eram garotos da base paulista. Já o Atlético/PR, salvo algumas exceções, vinha com a força máxima. E, ainda assim, sofreu para avançar à próxima fase. Igualdade no tempo regulamentar. E partida decidida nos pênaltis. Lugar ideal para a prevalência desta experiência paranaense. Oscar e Juninho desperdiçaram pelo lado paulista; Allan Bahia pelo rubro-negro. O adversário da equipe do satisfeito Mário Sérgio sairá do duelo entre Chivas (MEX) x Araguá (VEN). A dificuldade paranaense frente aos meninos do São Paulo só preocupa, ainda mais, a torcida atleticana no que tange ao futuro no campeonato nacional.

Melhores momentos de São Paulo x Atlético-PR

4 comentário(s):

Thamiris P. Kuhn disse...

"E o Botafogo... não deve se animar com gols do apoiador Lúcio Flávio."

Tinha que dizer, né?
Hunf!

Grêmio fora. Que coisa, não?!

Maldita Futebol Clube disse...

cara o botafogo pratica o melhor futebol do país no meomento e o rogerio ceni ta pasando do tempo de parar no auge!1 e vai dar inter x fogo na sula mericana pode anotar!

Lucas Conrado disse...

É... esse Atlético está desanimador...
Mas também, quando tem chances de ganhar aparecem Simons, Wrights, Márcio Rezendes...
Aí fica complicado!

Warley Morbeck disse...

POr que será que os brasileiros não levam um campeonato tão importante a sério?

Por que os europeus jogam a Copa dos Campeões na quarta e o campeonato nacional nos domingos e todo mundo acha normal???

Warley Morbeck
http://flamengoeternamente.blogspot.com/