quinta-feira, 19 de julho de 2007

Cariocas são bacanas

Diferentemente de outros anos (recentes), os cariocas "iniciam" - se é que pode-se chamar a 12ª rodada de início, como alguns bairristas ainda insistem em dizer - bem o Campeonato Brasileiro de 2007. A cidade maravilhosa agradece!


O Botafogo é o líder isolado, apesar de ter perdido a invencibilidade contra o Santos, sábado passado. Diga-se de passagem, não pela ausência de Dodô. O Botafogo teria perdido o jogo com ou sem o Dodô. Apesar de ter começado bem a partida, teve falhas individuais - a que originou o primeiro gol do Santos, até infantil. O atacante Marcos Aurélio apareceu por trás da zaga alvinegra que parece não ter percebido o atacante, ou talvez desconhecessem a regra - que diz que não há impedimento quando a bola é originida de um aremesso lateral - que teve apenas o trabalho de concluir para o gol. O segundo gol, uma falha de posicionamento da barreira. O incostante Diguinho entrou e só o que fez foi sacramentar o placar contra a pátria, saindo da barreira. A bola passou justamente ali! Mas, repito: Na minha opinião, a primeira derrota no campeonato na ausência do Dodô foi apenas coincidência. Nada mais.

■■■■■■

O Fluminense, mesmo no 3-6-1, venceu o São Paulo, no Morumbi. Diante das circustâncias, não é surpresa, já que o São Paulo está longe de ser aquele São Paulo Campeão Brasileiro do ano passado, pra não dizer Campeão da Libertadores, Mundial...
O tricolor das Laranjeiras, contudo, ocupa a 12ª posição e se junta à turma dos 17 pontos (ocupada por 5 clubes).

■■■■■■

O Vasco é o nono, com os mesmos 17 pontos do Fluminense. Entretanto, o cruzmaltino dirigido por Celso Roth tem um jogo a menos que outros, assim como o Botafogo.

■■■■■■

Já o Flamengo é conservador. Mantém-se como em outros tantos anos: na rabeira da tabela, brigando para não cair. Hoje, perdeu para o Paraná Clube. Na volta de Obina, quem comemorou foi o goleador Josiel, que fez mais dois e chegou aos 12 e seus concorrentes diretos - Dodô e Alex Mineiro - tem 'apenas' sete.

■■■■■■

A seleção brasileira feminina de vôlei (foto: GloboEsporte.com), por mais uma vez, literalmente, amarelou! Com sete (7!!!) match points desperdiçados, a equipe, perdeu das rivais cubanas e entregou, inacreditavelmente o ouro. De novo. Depois de dois 'traumas' como esse (apesar de achar que já no primeiro 'trauma' tivesse que ser feito isso...), penso que além de se trabalhar o físico e técnico, há de se trabalhar e muito, o fator psicológico. As meninas me parecem travar no ponto final. Eu, hein!

■■■■■■

Por falar em vôlei... a seleção masculina sagrou-se, pela sétima vez, campeã mundial, no último domingo. Esta, ainda não possui o Pan-Americano no currículo e chega ao Brasil de olho nele, claro. Alguém duvida que esta seleção, sob o comando do perfeccionista (no melhor sentido da palavra) Bernardinho, não conquiste? Eu não.

■■■■■■

Infelizmente, não pude ver a abertura do Pan. Mas por tudo que li e flashes que vi, merece destaque. Parabéns aos idealizadores e todos que participaram da festa. Fico feliz de terem feito bom uso àquele estádio que foi tirado dos times cariocas, temporiamente. Faz falta.

Quanto à festa, só não me agrada a insistência dos idealizadores ou seja lá de quem for, de por cantores para conduzirem o hino Nacional. Desagrada muita gente, por uma série de fatores. Por mim, deixava a versão oficial tocando sob o coro, no tempo certo, dos 90 mil pagantes. O que acham?

■■■■■■

Por falar em hino e agrado, me agrada bastante a Lei do Estado de São Paulo que obriga que seja executado o hino Nacional antes de eventos esportivos. Isto, além de incentivar, de certa forma, o orgulho de ser brasileiro, poupa-nos de cenas como esta. [ Confira! ]
Deveria ou não, ser uma Lei Nacional?

1 comentário:

Gabi disse...

Ôpa!!Primeira??? hahahhaa...

Pô, lamentável a seleção feminina de vôlei...=/ rsrsrs...

E o meu time...Vergonha... hauuahu...:x

Valeu minininhu!!!!!Já te disse que vc escreve muito bem?? Já né, mas provavelmente vc esqueceu...=/ uhauhauuaa...

Beijuuuuusss!!!!